31 de maio de 2020

COVID-19

COVID-19
CORONAVÍRUS

ORIENTAÇÕES SOBRE CASOS SUSPEITOS,TESTES RÁPIDOS E SOROLOGIA.

1° O que significa um caso suspeito de COVID-19?
Pessoas que apresentem febre, tosse seca e cansaço, além de outros sintomas menos comuns como dores, congestão nasal, dor de cabeça, conjuntivite, dor de garganta, diarreia, perda de paladar ou olfato e erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés.

Algumas pessoas podem estar infectadas e apresentarem sintomas muito leves.

Caso você se sinta doente, com sintomas de gripe, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos. Fique em casa isolado também dos demais familiares ou contactantes domiciliares por 14 dias. Só procure um hospital de referência se estiver com desconforto respiratório e falta de ar.

2° Quando devo fazer os testes rápidos (IgM/IgG)?

Recomenda-se que tais testes sejam realizados em indivíduos que apresentem ou tenham tido os sintomas da Covid-19 há pelo menos oito dias. Os testes RT-PCR devem ser utilizados quando houver sintomatologia compatível ou houver necessidade de confirmação da infecção. Os testes rápidos (IgM/IgG) têm relevante utilização no mapeamento do status imunológico de uma população (que já teve o vírus ou foi exposta a ele). Tal mapeamento pode contribuir de forma positiva no processo de relaxamento das medidas restritivas, ou seja, quando do controle pandêmico, o mapeamento imunológico terá significativa relevância por ocasião do retorno das atividades.

3° Saiba se você já teve contato com o Coronavírus. Realize o exame de SOROLOGIA PARA COVID-19 (IGM/IGG).

Este exame DETECTA E QUANTIFICA os anticorpos antivirais IgM/IgG nas amostras de soro do paciente.

Não é um teste rápido.

Instruções de preparo

▪ Exame de sangue.
▪ Não necessita de jejum.
▪ A amostra clínica deverá ser coletada preferencialmente APÓS o 8° dia de início dos sintomas.
▪ Obrigatório documento de identificação com foto.
▪ Não necessita de requisição médica.

3.1° Sorologia para COVID-19 (IGM/IGG)

São testes imunológicos capazes de detectar os níveis de anticorpos IgM e IgG em amostra de sangue venoso do paciente, por imunoensaio automatizado em metodologia de Quimioluminescência, que APRESENTA MAIOR SENSIBILIDADE
QUANDO COMPARADO A UM TESTE RÁPIDO. Como o organismo só começa a produzir anticorpos após a infecção já estar instalada, os anticorpos da classe IgM, de fase aguda de infecção, possuem maior sensibilidade após o 7º dia de início dos
sintomas. Ressaltamos que a sorologia apresenta baixo valor preditivo negativo e por isso, um resultado negativo não exclui a presença da doença. A presença de anticorpos da classe IgG para definição da imunidade adquirida ocorre com melhor
sensibilidade após o 15º dia de início dos sintomas.

Anticorpos são proteínas produzidas como resposta imunológica pelo organismo para sua defesa. Estas proteínas são denominadas de imunoglobulinas e existem dois principais tipos que são a fração M (IgM) e a G (IgG).

A produção destas imunoglobulinas atinge valores detectáveis, pelos testes laboratoriais, após alguns dias depois da infecção, primeiro a IgM e depois a IgG. Este tempo entre a infecção e o aparecimento da IgM e da IgG é chamada janela imunológica.

Após a infecção, segundo a literatura disponível no momento, a janela é de 7 dias para a IgM e de 14 dias para a IgG.

Após a manifestação dos sintomas, geralmente a IgM é detectável após alguns dias e a IgG em torno de 10 dias.

Ainda não existe consenso sobre estes tempos de aparecimento dos anticorpos.

EM DECORRÊNCIA DESTE COMPORTAMENTO IMUNOLÓGICO:

IgM REAGENTE pode indicar que:
O indivíduo está com uma infecção recente.

IgM NÃO REAGENTE pode indicar que:
O indivíduo não foi infectado pelo vírus;
O indivíduo foi infectado, mas ainda não tem anticorpos detectáveis pelos testes laboratoriais (Não reatividade momentânea);
O resultado é um falso não reagente devido a limitação tecnológica do teste.

IgG REAGENTE pode indicar que:
O indivíduo não tem mais a infecção;
O indivíduo está, provavelmente, imune.

IgG NÃO REAGENTE pode indicar que:
O indivíduo não foi infectado pelo vírus;
O indivíduo teve recentemente a infecção e, provavelmente, esse anticorpo ainda não está presente;
O resultado é um falso não reagente devido a limitação Tecnológica do teste.

OBSERVAÇÕES:
Alguns indivíduos com o teste RT-PCR POSITIVO levarão mais tempo para tornarem-se REAGENTES para IgM e IgG.

Portanto, em caso de inexistência desses anticorpos, é recomendado a repetição do teste num espaço não inferior a 2 semanas.

A combinação de teste de RT-PCR e pesquisa de anticorpos é fundamental em estados mais tardios da doença para aumentar a capacidade do diagnóstico laboratorial.

Fontes:

http://www.sbac.org.br/blog/2020/04/08/notas-explicativas/
https://alvaroapoio.com.br

× Como posso te ajudar?